Como uma folha em branco


Antes de iniciar uma estampa, olhar o tecido cru é como olhar uma folha em branco. Não é possível prever o final do trabalho. Cada peça criada é única e é exatamente isso que deixa tudo mais interessante.


Misturar as cores para chegar no resultado desejado requer atenção e cuidado. É como uma mágica e ao mesmo tempo como uma receita. Mistura uma cor ali com outra aqui e pronto, uma nova cor surge. É gratificante ver o final dessa história.


Não existe uma técnica específica. Tudo dependo da textura e da nuance que se deseja alcançar. Em alguns casos, dependendo da estampa, várias técnicas são usadas, em outros casos, apenas uma.


E por que estou falando sobre isso? Porque aqui acreditamos que você também queira saber como sua peça foi criada e em como essa história pode ser contada para as crianças que irão usar. Podemos mostrar para os pequenos desde cedo que uma peça não agrega somente valor, mas também amor.


Sim, é possível!