Minimalismo com as crianças - 4 dicas para aplicar em casa


Como está o quarto do seu filho nesse exato momento? Deixa eu adivinhar, há brinquedos espalhados por todos os lados?


Bem, será que tudo isso é realmente necessário?


Esse não é um post moralista e nem uma crítica aos pais. Longe disso! Sou mãe e como tal não acho certo julgamentos. Essa é apenas uma reflexão.


Você sabia que crianças com idade inferiores a quatro anos possuem acesso aos celulares ou tablets? E você também sabia que por conta dessa tendência, as indústrias pararam de direcionar as propagandas infantis para as mães e passaram a direcionar para as crianças? Assim fica mais fácil dizer "você precisa disso".


O ciclo todo mundo já sabe: "eu preciso disso" então os pais trabalham cada vez mais para comprar, comprar e comprar.


O minimalismo pode ser a solução.


O minimalismo não é uma tendência de decoração, muito menos uma moda. Ele é um estilo de vida em que as pessoas pensam sobre o consumo. Não tem também nenhuma relação com morar numa cabana sem luz e água. E calma, também não quer dizer que seu filho não terá brinquedos.


O minimalismo é consciência e paixão. É ter uma vida onde você esteja conectado com a sua família inteiramente. Afinal, quanto mais coisas, mais estresse e mais energia desperdiçada.

Como aplicar o minimalismo com as crianças

Quando você busca esse caminho sozinho não tenha dúvidas de que será mais fácil. Trilhar esse caminho com a família pode ser mais desafiador mas não impossível. Pense que você irá progredir e aprender em grupo. É preciso entender o limite e o que é mais importante para o outro.


Uma coisa que você deve ter em mente: crianças são observadoras portanto, seja o exemplo desse estilo de vida.


Brinquedos irão existir


Não vai adiantar estipular um número "x" de brinquedos. O que vai funcionar e que ele levará para o resto da vida será o equilíbrio.


Primeiramente elimine o que não brinca mais. Combine um limite e explique que não precisamos de tanto para ser feliz. Você pode se surpreender.


Uma corrente contra o consumismo


Muitos pensam que no minimalismo não existe consumo. Ele existe, porém quando necessário. Ensine as crianças sobre isso e pergunte: "você realmente precisa disso?". Provavelmente ela ainda não terá essa consciência, mas é papel dos pais nesse momento explicar esse valores.


Destralhe com frequência


Exemplo é sempre mais importante. Destralhe as suas coisas e deixe as crianças participarem. Ela precisa entender através do exemplo que isso é uma coisa boa e que vocês estão ajudando outras pessoas.

Fica mais fácil quando for a vez de eliminar os brinquedos que não estão sendo utilizados. Isso vira um hábito e consequentemente a criança começa a prestar mais atenção nos objetos que já tem.


Propaganda irá existir, assim como a tecnologia


Tecnologia e consequentemente propaganda irão existir. Não vai adiantar tirar a televisão, o computador e os celulares de casa. A principal dica é trabalhar desde cedo o interior da criança. É mostrar que você não está propondo que ela pare de consumir, mas sim refletir antes de comprar. É mostrar que ela terá determinada coisa quando estiver precisando e não porque ela quer se sentir feliz.


No minimalismo a busca é pelo equilíbrio e pelo suficiente.


Que tal plantar essa sementinha nas crianças?